Bufalos TV

Mitsubishi Lancer Evolution e John Easton: o adeus ao mito
Comentários 2

Bufalos

Daventry, Inglaterra. É nessa cidade, a pouco mais de 100 km de Londres, que fica instalado o QG de John Easton. A essa altura, é provável que você já esteja familiarizado com o nome, mas vale a apresentação. O engenheiro é o comandante da MML Sports, a divisão responsável pela preparação dos carros da Mitsubishi para rally. Na bagagem, Easton carrega quatro títulos do Campeonato Mundial de Rally, o WRC (World Rally Championship). Todas as vitórias acompanhadas pela mesma máquina, o lendário Mitsubishi Lancer Evolution.

John Easton (Foto: Bufalos TV)

John Easton (Foto: Bufalos TV)

Com parte da vida tão ligada ao esportivo, John recebeu a missão de preparar uma versão de despedida do Lancer Evolution no Brasil. O carro deixa de ser fabricado este ano, após duas décadas de história. O “último dos Evolution’s” foi cuidadosamente envenenado por John: 340 cv de potência e 48 kgfm de torque, em edição limitada a apenas 90 unidades.

Mitsubishi Lancer Evo John Easton (Foto: Bufalos TV)

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton (Foto: Bufalos TV)

Foi por conta desta última empreitada que a equipe da Bufalos atravessou o Atlântico rumo ao Velho Continente. A história do engenheiro escocês que descobriu a paixão pelos carros ainda criança, além de uma mostra do que a fera Lancer Evo John Easton é capaz de fazer na pista, é o que você confere em mais uma produção Bufalos, com apoio da Mitsubishi.

John Easton (Foto: Bufalos TV)

John Easton (Foto: Bufalos TV)

Mitsubishi John Easton (Foto: Bufalos TV)

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton (Foto: Bufalos TV)

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton

Motor: 2.0 de 340 cv a 6.500 rpm e torque de 48 kgfm a 3.500 rpm | Transmissão: dupla embreagem de seis marchas | Tração: integral

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton (Foto: Bufalos TV)

Créditos:

Equipe Bufalos Direção de Fotografia: Guilber Hidaka |  Roteiro: Guilber Hidaka, Carina Mazarotto, Pedro MSL | Fotógrafos: Guilber Hidaka, Bibo Bouzaz, Emerson Pena, Pedro MSL | Produção: Aline Magalhães, Carina Mazarotto, Cristiane de Freitas | Assistentes de fotografia: Bruno Nicoletti, Rodrigo Guerra | Texto e Tradução: Carina Mazarotto | Edição de Imagem e Arte: Pedro MSL | Participação Especial: Luiz Razia | Equipe de Apoio: Anderson Massambani, Eduardo Gregoris, Gustavo Barcellos, Paula Yamada, Ricardo Rollo

Equipe Mitsubishi: Marcelo Benaci, Leticia Oliveira, Fernando Julianelli, Marcela Almeida, Fernando Solano, Thiago Padovanni, Fernando Pereira, Eric Darwich, Guilherme Spinelli

Equipe MML Sports: Alex Batchelor, Jim Bryan, John Easton, Jordan Hankins, Paul Kavanagh, Simon Robison

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton (Foto: Bufalos TV)

Mitsubishi Lancer Evolution X John Easton (Foto: Bufalos TV)


Cinco coisas que você precisa saber sobre o novo Volkswagen Jetta
Comentários 13

Bufalos

Volkswagen Jetta (Foto: Divulgação)

Volkswagen Jetta (Foto: Divulgação)

Por Aline Magalhães

O Volkswagen Jetta está de cara nova. As mudanças são poucas, mas já suficientes para trazer um necessário frescor ao veterano frente à concorrência, que inclui rivais de peso como Toyota Corolla e Honda Civic. Para enfrentar essa turma, o Jetta vem com visual remodelado. O destaque fica principalmente para a dianteira, mais moderna e agora com luzes diurnas de LED. O carro chegará às lojas no fim deste mês. Confira cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento:

1. Ele continua vindo do México

Apesar de já ter confirmado a produção do novo Jetta na fábrica de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, a Volkswagen continuará importando o sedã do México. O aguardado ''brasileirinho'' só chegará às lojas no segundo semestre. Mas nem todas as versões serão feitas por aqui. Sem abrir muito o jogo, a Volks revela que a produção será dividida na dobradinha Brasil-México. A configuração que será fabricada no país ainda não foi divulgada.

2. O motor 1.4 turbo ficou para depois

Para a frustração de muitos, a Volkswagen não oferecerá a aguardada versão com motor 1.4 turbo de 140 cv de potência (o mesmo utilizado pelo irmão Golf). A novidade também deverá ficar para o segundo semestre, junto com a versão nacional. Ao todo, são três versões de acabamento. O plano, embora a VW não exponha oficialmente, é que esse motor substitua o 2.0 de 120 cv, que continuará alimentando o sedã na versão básica Trendline e intermediária Comfortline. A top de linha é a Highline, que vem equipada com o motor 2.0 turbo de 211 cv.

Volkswagen Jetta (Foto: Divulgação)

Volkswagen Jetta (Foto: Divulgação)

3. O pacote de equipamentos é honesto

A versão de entrada, Trendline, quer fisgar por custo-benefício. Ela traz direção hidráulica, ar-condicionado, rodas de liga leve de 16 polegadas, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema de som, controle de tração (além dos obrigatórios ABS) e quatro airbags. A intermediária Comfortline adiciona alguns luxos a mais, como ar-condicionado digital dual zone e sistema multimídia com tela sensível ao toque. Para essas duas configurações, o câmbio é automático de seis marchas.

A versão Highline traz a transmissão de dupla embreagem DSG, também de seis marchas, com opção de troca no volante. A lista de equipamentos engloba rodas de 17 polegadas, controle de tração e estabilidade, seis airbags, assistência de partida em rampas, entre outros itens.

4. Os preços começarão em R$ 75 mil 

O novo Jetta terá preço inicial de R$ 75 mil. E isso é tudo que a Volks informou até agora. Os preços oficiais de todas as versões serão divulgadas em data mais próxima ao lançamento nas concessionárias, no final de março. Embora os valores não tenham sido revelados, não é difícil imaginar que a versão topo de linha deverá bater a casa dos R$ 95 mil, a julgar pelo posicionamento de mercado e preço dos concorrentes.

5. A melhor opção de compra é o Highline

Se você está de olho no Jetta, vá de Highline. Além de ser a versão mais equipada, ela empolga pelo motor 2.0 de 211 cv.  O pacote de equipamentos não traz nada que salta aos olhos, mas se mantém dentro do esperado para a categoria. As versões Trendline e Comfortline ficam fora de jogo por contarem com o ultrapassado motor 2.0 de 120 cv.

Volkswagen Jetta Highline (Foto: Divulgação)

Volkswagen Jetta Highline (Foto: Divulgação)


Jeep Renegade: o aventureiro com pedigree
Comentários 17

Bufalos

Por Carina Mazarotto, de San José, Califórnia

O casarão abandonado é um convite irrecusável para uma parada nesse dia chuvoso, no norte da Califórnia. Desviamos o caminho do test-drive para registrar o Renegade no cenário inóspito, descoberto pelos olhos atentos de Guilber Hidaka, fotógrafo do Bufalos, em plena estrada. Assim como o casarão, os Estados Unidos são apenas um plano de fundo para o Jeep Renegade.

Nem a gelada Auburn Hills, cidade que abriga o coração da Chrysler em Michigan, supera a importância de Goiana, em Pernambuco, onde está localizada a nova fábrica do grupo Fiat-Chrysler, que iniciou a produção do SUV nessa quinta-feira, dia 19. Trata-se da primeira planta da Jeep fora dos Estados Unidos. É de lá que sairão os milhares de Renegade para todo o país e vizinhos da América Latina.

Jeep Renegade (Foto: Guilber Hidaka/Bufalos TV)

Nos EUA, Jeep Renegade é apenas coadjuvante. Importância está no Brasil (Foto: GH/Bufalos)

Aos olhos da América, o Renegade made in Italy, primeiro país a fabricar o SUV, de onde é importado para o mercado norte-americano, desperta curiosidade. “É um Jeep zero? Que modelo é esse?”, perguntaram dois ou três curiosos durante o test-drive. Depois de Itália e Brasil, a China será a terceira fabricante do novo jipe global. Mais de 100 países vão receber o SUV compacto.

O Renegade chega às lojas abril, nas três versões: Sport, Longitude (que em outros mercados será chamada de Latitude) e Trailhawk. Nos três modelos, será possível optar pela tração 4×4 – apenas na topo de linha Trailhawk não existe opção de 4×2 dianteira.

Os preços são guardados a sete chaves, e serão revelados no final de março, durante evento de lançamento no Brasil. Mas as especulações continuam sobre a faixa dos R$ 68 mil e R$ 110 mil, na qual a competitividade será acirrada no segmento de SUVs compactos. O EcoSport, principal rival, custa a partir de R$ 66,2 mil na versão com motor 1.6 Flex e tração 4×2. Nos Estados Unidos, o Renegade custa de US$ 17,9 mil a US$ 25,9 mil (de R$ 51 mil a R$ 74,5 mil, sem impostos).

Jeep Renegade (Foto: Guilber Hidaka/Bufalos)

O desenho do''X'' na lanterna foi inspirado nos galões do velho Willys (Foto: GH/Bufalos)

Motorização
Como antecipado no ano passado, o Renegade será oferecido no Brasil com dois motores: 1.8 eTorQ Flex, de 132 cavalos, que sofreu algumas modificações em relação ao propulsor que equipa o Bravo, e um 2.0 turbodiesel de 170 cavalos e 35,7 kgfm de torque, este sempre acoplado ao câmbio automático de nove marchas, o mesmo do Jeep Cherokee.

Nas versões com motor flex, também há opções de câmbio manual de cinco marchas e automático de seis. No caso do modelo básico Sport, serão oferecidas as três opções de transmissão (o automático de nove marchas sempre com o motor 2.0 turbodiesel), já a intermediária Longitude trará apenas opções de automático (seis com o motor 1.8 Flex e nove velocidades com o 2.0). Para a topo de linha Trailhawk, a oferta será exclusiva do câmbio automático de nove marchas, sempre com o motor 2.0 e na configuração de tração 4×4 com reduzida.

On the road
É com ele, o câmbio de nove marchas, que seguimos viagem. A diferença é que aqui na Califórnia rodamos em um motor 2.4 litros a gasolina, opção para o mercado norte-americano, e no Brasil teremos essa transmissão somente nas versões com  motor 2.0 turbodiesel. Além disso, o motor 2.4 por enquanto não será oferecido no Brasil.  Outro motor que vai rodar por terras americanas é o 1.4 MultiAir turbo a gasolina (que já conhecemos no Fiat 500 como flex), acoplado ao câmbio manual de seis marchas, mas que ainda não foi confirmado para o mercado brasileiro.

Jeep Renegade (Foto: Guilber Hidaka/Bufalos)

Jeep Renegade (Foto: Guilber Hidaka/Bufalos)

Com alavanca do câmbio nove marchas posicionada no D, mal dá para notar com qual marcha o Renegade está nos levando – não fosse o conta-giros revelar a baixa rotação da oitava ou nona marcha em velocidades mais altas na estrada, que favorecem a economia de combustível. Retomadas? Basta pisar um pouco mais forte e ele responde rápido, sem o menor sinal de solavanco. As trocas são bem sutis e silenciosas nessa versão norte-americana com motor 2.4 a gasolina. Para trocá-las de forma manual, é preciso empurrar a alavanca para a esquerda – não existem opções de trocas por aletas atrás do volante, pelo menos aqui nos Estados Unidos, item que faz falta na estrada.

Ao volante, a impressão é a de estar em um carro extremamente compacto. Ok, estamos dirigindo em meio aos grandalhões norte-americanos, e isso pode reforçar essa sensação. Mas a boa posição de dirigir e a facilidade nas manobras (o Renegade traz direção elétrica de série em todas as versões) reforça a personalidade do Jeep.

O espaço interno também é bom para quatro adultos. O jipe tem 2,57 metros de entre-eixos, superior ao principal rival, EcoSport, com 2,52 metros. Já o porta-malas não é um dos melhores da categoria. O Renegade oferece capacidade de 350 litros, menor que a dos rivais EcoSport (362 l) e Duster (457l).

Renegadeinterior01

No Brasil, interior deverá seguir esse padrão de acabamento (Foto: Divulgação/Jeep)

Na versão disponibilizada para nossa produção, chamada de Longitude no Brasil e Latitude aqui nos Estados Unidos e outros mercados – e que promete ser a mais vendida entre as três -, o banco do motorista traz ajustes manuais de altura e ajuste do banco, enquanto o volante em couro tem comandos do som e bluetooth, item que também estará disponível em todas as versões a serem vendidas no Brasil.

Painel de instrumentos com tela digital (Foto: Divulgação/Jeep)

Painel de instrumentos com tela digital (Foto: Divulgação/Jeep)

Serão oferecidas telas de 5 e 6,5 polegadas no Brasil (Foto: Divulgação/Jeep)

Serão oferecidas telas de 5 e 6,5 polegadas no Brasil (Foto: Divulgação/Jeep)

O painel de instrumentos traz tela de sete polegadas, com diversos gráficos e elementos digitais, além de informações sobre a viagem no computador de bordo. No centro do painel, uma tela touch screen de cinco polegadas traz o sistema multimídia, que traz USB, entrada auxiliar e bluetooth. No Brasil, haverá opções de tela de 5 polegadas, como a que mostramos no vídeo, e também de 6,5 polegadas para os modelos topo de linha. As configurações de cores do interior e combinação de materiais do acabamento ainda não foram confirmadas para o Brasil.

Outro destaque da lista de equipamentos opcionais é o teto solar, inspirado nos primeiros Jeep Willys de 1941, com duas opções de configuração: é possível retirar as duas partes completamente, ou apenas retrair uma delas. A versão intermediária que experimentamos não trazia esse item, por isso não foi possível experimentar o funcionamento.

Teto removível em duas partes (Foto: Divulgação/Jeep)

Teto removível em duas partes (Foto: Divulgação/Jeep)

On the rocks
Quando veste sua roupa 4×4, que estará disponível em todas as versões no mercado brasileiro, o Renegade se transforma. Durante o test-drive, experimentamos a Trailhawk, topo de linha, que tem suspensão mais elevada que as demais em dois centímetros, além de outras características que a tornam mais aventureira, como os ganchos de reboque dianteiros e traseiros e rodas exclusivas de 17 polegadas.

Trailhawk traz detalhes exclusivos, como os ganchos de reboque (Foto: Divulgação/Jeep)

Trailhawk traz detalhes exclusivos, como os ganchos de reboque (Foto: Divulgação/Jeep)

Rodas de 17 polegadas (Foto: Divulgação/Jeep)

Rodas de 17 polegadas (Foto: Divulgação/Jeep)

Reduzida e Select-Terrain são acionados eletronicamente (Foto: Divulgação/Jeep)

Reduzida e Select-Terrain são acionados eletronicamente (Foto: Divulgação/Jeep)

Sistema inteligente ativado pelo botão giratório no painel, reduzida ativada. Um guia me direciona para os atalhos de uma pequena trilha off-road montada durante o test-drive. A combinação entre tração 4×4  com reduzida (20:1), bloqueio de diferencial traseiro e sistema Select Terrain (o SUV se adapta a cinco diferentes tipos de terreno: automático, neve, areia, lama e pedras) transforma o compacto em jipe de verdade. E em poucos minutos a sensação é a de estar dirigindo um Cherokee ou outro modelo de maior porte. O Jeep passa fácil pelos obstáculos.

Além da suspensão mais elevada que os demais modelos, o Trailhawk também tem ângulos de entrada e saída mais generosos, que o tornam mais valente na terra. O ângulo de entrada é de 30,5 graus, enquanto o de saída é de 34 graus. A capacidade de imersão na água, considerando uma velocidade de até 8 km/h, é de 482 mm, menor do que a do que EcoSport, que enfrenta trechos de até 550 milímetros.

Foto: Divulgação/Jeep

Trailhawk é modelo mais preparado para a trilha (Foto: Divulgação/Jeep)

Os detalhes sobre acabamento interno, desenhos das rodas (é certo que teremos opções de 16, 17 e 18 polegadas), combinações de cores, ficha técnica completa e preços serão revelados somente no final de março, quando a Jeep vai lançar o modelo para os jornalistas especializados no Brasil.

Até lá, fica a expectativa pelo preço competitivo prometido pela Jeep – será a estratégia fatal para expandir seu volume de vendas e transformar o Renegade no rival mais importante do Ford EcoSport.

Versões do Jeep Renegade:

Sport
Motores: 1.8 etorQ Flex e 2.0 turbodiesel
Câmbio: manual de cinco e automático de seis para o motor 1.8 ou automático de nove, quando equipado com motor 2.0 turbodiesel
Tração 4×2 ou 4×4

Longitude
Motores: 1.8 etorQ Flex e 2.0 turbodiesel
Câmbio: automático de seis (1.8 Flex) ou de nove velocidades (2.0 turbodiesel)
Tração 4×2 ou 4×4

Trailhawk
Motor: 2.0 turbodiesel
Câmbio: Automático de nove marchas
Tração 4×4

Clique aqui para assistir mais vídeos em nosso canal


Novo trailer de Velozes & Furiosos 7 é divulgado em intervalo do Super Bowl
Comentários Comente

Bufalos

Foto: Reprodução/Youtube

Foto: Reprodução/Youtube

O pessoal da Universal aproveitou o disputadíssimo intervalo comercial do Super Bowl (a final do campeonato de futebol americano) para divulgar um novo trailer de Velozes & Furiosos 7 no último domingo (1). O vídeo traz tudo que os fãs da saga esperam: carros e muita ação. O ponto alto fica por conta do trecho final, em que Dominic Toretto, personagem de Vin Diesel, salta por entre dois prédios pilotando nada menos que um Lykan Hypersport. Avaliado em cerca de US$ 3,4 milhões, o superesportivo árabe considerado um dos veículos mais caros do mundo.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O longa ficou marcado por ser o último com a participação de Paul Walker. O ator, que interpretava o protagonista Brian O'Conner, morreu em um trágico acidente de carro em 2013, enquanto ainda gravava o sétimo filme da franquia. A sequência retomará alguns dos acontecimentos do terceiro filme, Desafio em Tóquio. A estreia nos Estados Unidos é prevista para 2 de abril. Assista ao trailer!


Nos EUA, Tesla vira opção de hotel no Airbnb
Comentários 1

Bufalos

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Que tal viajar para os Estados Unidos e se hospedar em um Tesla Model S? Essa é a proposta do americano Steve Sasman. O cara disponibilizou seu elétrico como opção de hospedagem no Airbnb, um site popular em que pessoas alugam suas próprias casas para turistas.

De acordo com Steve, a lista de vantagens é grande. Além de ter a ''grande oportunidade'' de dormir em um carro avaliado em US$ 118 mil e desfrutar de todos os confortos que a caranga oferece, como uma grande tela multimídia, som e climatização noturna, o hóspede poderá utilizar a cozinha e o banheiro do condomínio do anunciante.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A cama é um colchão de ar improvisado no porta-malas. Edredom e travesseiro são por conta da casa. Caso o turista queira dar uma voltinha, Steve se coloca à disposição como motorista particular (com uma taxa extra, é claro). O preço da diária é de US$ 85, cerca de R$ 219, e apenas dois hóspedes são aceitos.

O único inconveniente é que Steve usa o carro para trabalhar. Segundo a propaganda, o check in é a partir das 16hs e o check out é até às 10hs. O ''carro hotel'' fica na cidade de Phoenix, no Arizona. Veja o anúncio completo aqui.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Detroit: conheça o carro autônomo chinês que vem com aquário dentro
Comentários 2

Bufalos

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O carro autônomo é a última moda quando o assunto é tecnologia automotiva. E é claro que os chineses não iriam ficar de fora dessa. A montadora asiática GAC Motor aproveitou o Salão de Detroit para apresentar o Witstar, um conceito de crossover futurista que dispensa o motorista. Mas o que chama atenção mesmo no modelo é o interior. O veículo traz nada menos que um aquário de dois litros instalado em meio ao banco traseiro. Os peixes, felizmente, são apenas cenográficos.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O apetrecho um tanto quanto inusitado pode ter sido estratégia para chamar atenção, já que a marca é a única chinesa no evento. De acordo com alguns comunicados à imprensa, o grupo está trabalhando para se tornar uma ''marca da China de classe mundial'', plano que inclui ganhar terreno no disputado e exigente mercado norte-americano. A intenção é lançar mais 20 novos modelos nos próximos anos, englobando carros de luxo, SUVs compactos, além doo que eles chamam de ''veículos multiuso de sete lugares''.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Uma versão de produção do Witstar é pouquíssimo provável. Segundo a GAC, o modelo é uma mostra das tecnologias desenvolvidas pela empresa. Trata-se de um híbrido alimentado por um motor elétrico e outro a gasolina. A autonomia em modo elétrico é de 100 km. Em modo híbrido, o número cresce para 600 km. A velocidade máxima, de acordo com a fabricante, é de apenas 160 km/h.


Kombi Batmóvel: designer recria clássico da VW com tema de super-heróis
Comentários Comente

Bufalos

Kombi do Batman (Foto: Divulgação)

Kombi do Batman (Foto: Chungkong/Divulgação)

E se o Homem Morcego trocasse seu poderoso Batmóvel por uma Kombi? É o que propõe o designer Chungkong. Especializado em criar posteres relacionados ao cinema e à cultura pop em geral, o cara fez uma releitura do clássico da Volkswagen estilizando a perua com inspiração nos super-heróis dos quadrinhos.

O Batman não foi o único a ganhar uma Kombosa. Capitão América, Hulk, Homem de Ferro, Mulher Maravilha e o Homem Aranha foram alguns dos heróis que caíram na brincadeira. Veja a lista completa dos carros dos super-heróis aqui.

Kombi do Homem Aranha (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi do Homem Aranha (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi do Hulk (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi do Hulk (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi do Capitão América (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi do Capitão América (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi da Mulher Maravilha (Foto: Chungkong/Divulgação)

Kombi da Mulher Maravilha (Foto: Chungkong/Divulgação)


Assista ao incrível trailer da nova temporada de Top Gear feito com lego
Comentários Comente

Bufalos

(Foto: Reprodução/Youtube)

(Foto: Reprodução/Youtube)

Como se não bastasse investir em reportagens incríveis, os caras do Top Gear resolveram surpreender até mesmo no trailer do programa. Eles divulgaram um vídeo feito em lego. E o resultado disso não poderia ser nada menos que sensacional. Os icônicos apresentadores Jeremy Clarkson, Richard Hammond, James May e até o piloto The Stig  foram recriados na versão.

O teaser promove a 22º temporada do tradicional programa britânico. Um dos destaques será a exibição da segunda parte do polêmico especial gravado na Patagônia, Argentina, onde o trio de apresentadores e toda a produção foi expulsa com pedradas por supostamente provocar os moradores com piadas sobre a derrota argentina para os ingleses na Guerra das Malvinas.

A nova temporada estreia no fim deste mês na Inglaterra, pela BBC.

 

 


Salão de Detroit: conheça os melhores comerciais de carro dos EUA em 2014
Comentários 1

Bufalos

Comercial da Volvo com Van Damme foi eleito melhor propaganda para internet (Foto: Reprodução/Youtube)

Comercial da Volvo com Van Damme foi eleito melhor propaganda para internet (Foto: Reprodução/Youtube)

Nem só de máquinas vive o Salão de Detroit. Em meio às dezenas de lançamentos e apresentações das montadoras, o evento também é palco para o Automobile Advertising Of The Year, prêmio que reconhece as melhores propagandas automotivas veiculadas nos Estados Unidos no ano. A premiação aconteceu na noite desta terça-feira (13) e a BMW faturou uma das categorias mais disputadas, a ''people's choice'', onde o próprio público elege sua campanha favorita. A marca se destacou com o filme ''Hello Future'', que promove a badalada divisão i.

BMW foi a melhor na escolha do público. (Foto: Reprodução/Youtube)

BMW foi a melhor na escolha do público. (Foto: Reprodução/Youtube)

Audi, Hyundai e Toyota ganharam na categoria propaganda para TV. Já a Volvo abocanhou o prêmio para a internet, com o sensacional vídeo em que Van Damme faz um espacate no meio de dois caminhões da marca sueca. Na categoria ''interativo'', relacionada aos conteúdos divulgados por meio das mídias sociais, a vencedora foi a Honda, com um vídeo bacana do Civic Type R. A Volks se deu bem no quesito ''propaganda experimental'', que são campanhas que incluem também instalações físicas. Por fim, a Jeep levou a tradicionalíssima ''campanha impressa''.

O prêmio é organizado pelo The One Club, uma organização que reconhece e promove peças publicitárias. O júri é composto por profissionais de comunicação.

Confira o trabalho em vídeo de alguns vencedores:

Comercial para TV
Audi – The Scripted Life

Hyundai -Dad's Sixth Sense

Toyota – Umbreakable Drivers

Vídeo Online 
Volvo – The Epic Split

 Interativo
Honda – The Other Side

Escolha do Público
BMW – Hello Future


Nova geração do Ford GT estará em Forza 6
Comentários Comente

Bufalos

Ford GT estará na capa de Forza 6 (Foto: Divulgação)

Ford GT estará na capa de Forza 6 (Foto: Divulgação)

A novíssima geração do Ford GT foi revelada ontem (12) no Salão de Detroit. A máquina só chega às lojas em 2016, mas você poderá ''acelerar'' o supercarro antes do lançamento oficial. O modelo foi anunciado como a grande atração e capa de Forza Motorsport 6, a sequência do aclamado game de corrida que estreia ainda este ano. Nervoso, o esportivo contará com um motor V6 biturbo capaz de despejar mais de 600 cv de potência.

Os detalhes sobre o jogo ainda não foram revelados, mas o estúdio responsável pelo game confirmou que diversos modelos da linha 2016 da Ford integrarão a seleção de Forza 6, incluindo a picape F-150 Raptor o Mustang GT350R. A data oficial de lançamento também segue em sigilo. O game será lançado com exclusividade para Xbox One. Assista ao vídeo de anúncio: